quarta-feira, abril 29, 2015

Renault Kangoo Z.E. é o primeiro veículo de entregas elétrico de Minas Gerais

PlanetaCelular tecnologia e mobilidade


Patrus Transportes compra furgão zero emissão para realizar entregas em Belo Horizonte

A Renault vendeu seu furgão elétrico Kangoo Z.E. (Zero Emissão) para a Patrus Transportes, uma das mais importantes empresas de transportes rodoviários do Brasil, sediada em Contagem (MG). Este é primeiro veículo elétrico de entregas a rodar em Minas Gerais, em uma iniciativa sustentável da empresa mineira. O modelo zero emissão de CO2 já é utilizado nas Entregas Porta a Porta (EPP) em Belo Horizonte.

O Kangoo Z.E. é o primeiro furgão 100% elétrico disponível no mercado. A versão amiga do meio ambiente mantém as mesmas qualidades funcionais do Kangoo com motor de combustão interna, idêntico volume de carga (650 kg) e o mesmo padrão de conforto. O modelo é equipado um pacote de baterias de íon-lítio que permite rodar 170 km com uma só carga e pode ser recarregado entre 6 e 8 horas, variando de acordo com a rede de energia da cidade. O motor elétrico é capaz de gerar 44 kW (60cv) e 23,0 kgfm, levando o furgão a uma velocidade máxima de 130 km/h limitada eletronicamente.

Altamente sustentável, o Kangoo Z.E. não emite poluentes na atmosfera e consome somente 3KVA/16A de energia para rodar 120 km, o equivalente a um banho de 15 minutos com chuveiro elétrico. Um dos grandes diferenciais do furgão elétrico é o quadro de instrumentos com indicadores de autonomia, capacidade da bateria e média de consumo instantâneo.
O Renault Kangoo Z.E. foi escolhido pela Patrus Transportes por ser 100% elétrico e homologado para rodar no País, encaixando-se na decisão da empresa de adotar uma política de ações de sustentabilidade. A transportadora promoveu um evento de apresentação do Kangoo elétrico com a participação de dois clientes (Natura e 3M) e do consultor do departamento técnico do Sindicato e da Federação das Empresas de Transportes de Cargas do Estado de Minas Gerais (Setcemg e Fetcemg), Luciano Medrado.


MOBILIDADE URBANA ZERO EMISSÃO

À iniciativa da Patrus Transportes, somam-se outros importantes projetos de mobilidade urbana 100% elétrica em curso no País, através de parcerias com instituições como a Itaipu Binacional, CEIIA (Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel), em Portuga, CPFL Energia (Companhia Paulista de Força e Luz), Prefeitura Municipal de Curitiba, Governo do Distrito Federal, CEB (Companhia Energética de Brasília) e Grupo TPC.

Em julho do ano passado, os Correios, no âmbito do seu Sistema de Gestão Ambiental cujo objetivo é reduzir em 20% as emissões de gás carbônico até 2020, iniciaram testes com um veículo Kangoo Z.E. para a entrega de encomendas na região central de Curitiba e também em Brasília.

Em Curitiba está em curso também o Projeto Ecoelétrico, com 10 veículos em operação - 5 unidades do Zoe, 3 do Kangoo Z.E e 2 do Twizy. Em Brasília, realiza-se o Projeto Ecomóvel, que reúne sete veículos elétricos Renault - 3 unidades do Zoe, 3 do Kangoo Z.E. e uma do Twizy.
Além dos veículos cedidos em comodato para experimentos, a Renault já comercializou mais de 70 unidades da sua gama Z.E. (Zero Emissão) no Brasil, todas junto a instituições e empresas que desenvolvem projetos voltados ao uso e disseminação dessa tecnologia. Em 2014 foram vendidos dois modelos para o Grupo TPC, um dos maiores operadores logísticos do Brasil, e mais 20 Renault Zoe para a Itaipu Binacional, além de outros 4 Kangoo Maxi Z.E para a CPFL.

Em 2013, a CPFL adquiriu dois carros, Itaipu investiu em 34 Twizy (32 kits para serem montados em Foz do Iguaçu e 2 Twizy prontos para uso), e a Fedex 6 modelos Kangoo Maxi Z.E.
LÍDER MUNDIAL EM EMISSÃO ZERO

A Aliança Renault-Nissan lidera o segmento de veículos zero emissão no mundo e investe  4 bilhões de euros no desenvolvimento dessa tecnologia. Desde o início da comercialização do primeiro elétrico, em 2011, foram mais de 200 mil veículos vendidos pela Aliança no mundo, atingindo a liderança do segmento zero emissão, com 58% de participação de mercado. Somente a Renault vendeu mais de 19.700 elétricos em 2014.

Juntos, os veículos elétricos Renault e Nissan já rodaram aproximadamente 4 bilhões de quilômetros sem emissão de poluentes – o que seria suficiente para circundar o planeta 100.000 vezes. A utilização dos veículos elétricos Renault-Nissan permitiu economizar 200 milhões de litros de combustível – o suficiente para encher quase 80 piscinas olímpicas, além de ter contribuído para o meio ambiente, deixando de emitir 450 milhões de kg de CO2 durante o uso.

A Renault traz o desenvolvimento de tecnologia em eficiência energética em seu DNA e oferece a gama Z.E. (Zero Emissão), composta pelos modelos: Renault Zoe, Renault Twizy, Renault Kangoo Z.E. e Fluence Z.E.

PATRUS TRANSPORTES
Há mais de 40 anos no mercado, a Patrus Transportes é uma empresa prestadora de serviços na área de transporte rodoviário. Atua na distribuição de cargas fracionadas, atendendo desde a indústria fabricante até o comércio varejista. Possui 70 unidades em todo o Sudeste, Sul, Bahia, Sergipe e Ceará.




Share/Bookmark

Renault Kangoo Z.E. é o primeiro veículo de entregas elétrico de Minas Gerais

PlanetaCelular tecnologia e mobilidade


Renault Kangoo Z.E. é o primeiro veículo de entregas elétrico de Minas Gerais



Patrus Transportes compra furgão zero emissão para realizar entregas em Belo Horizonte
A Renault vendeu seu furgão elétrico Kangoo Z.E. (Zero Emissão) para a Patrus Transportes, uma das mais importantes empresas de transportes rodoviários do Brasil, sediada em Contagem (MG). Este é primeiro veículo elétrico de entregas a rodar em Minas Gerais, em uma iniciativa sustentável da empresa mineira. O modelo zero emissão de CO2 já é utilizado nas Entregas Porta a Porta (EPP) em Belo Horizonte.
O Kangoo Z.E. é o primeiro furgão 100% elétrico disponível no mercado. A versão amiga do meio ambiente mantém as mesmas qualidades funcionais do Kangoo com motor de combustão interna, idêntico volume de carga (650 kg) e o mesmo padrão de conforto. O modelo é equipado um pacote de baterias de íon-lítio que permite rodar 170 km com uma só carga e pode ser recarregado entre 6 e 8 horas, variando de acordo com a rede de energia da cidade. O motor elétrico é capaz de gerar 44 kW (60cv) e 23,0 kgfm, levando o furgão a uma velocidade máxima de 130 km/h limitada eletronicamente.
Altamente sustentável, o Kangoo Z.E. não emite poluentes na atmosfera e consome somente 3KVA/16A de energia para rodar 120 km, o equivalente a um banho de 15 minutos com chuveiro elétrico. Um dos grandes diferenciais do furgão elétrico é o quadro de instrumentos com indicadores de autonomia, capacidade da bateria e média de consumo instantâneo.
O Renault Kangoo Z.E. foi escolhido pela Patrus Transportes por ser 100% elétrico e homologado para rodar no País, encaixando-se na decisão da empresa de adotar uma política de ações de sustentabilidade. A transportadora promoveu um evento de apresentação do Kangoo elétrico com a participação de dois clientes (Natura e 3M) e do consultor do departamento técnico do Sindicato e da Federação das Empresas de Transportes de Cargas do Estado de Minas Gerais (Setcemg e Fetcemg), Luciano Medrado.
MOBILIDADE URBANA ZERO EMISSÃO
À iniciativa da Patrus Transportes, somam-se outros importantes projetos de mobilidade urbana 100% elétrica em curso no País, através de parcerias com instituições como a Itaipu Binacional, CEIIA (Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel), em Portuga, CPFL Energia (Companhia Paulista de Força e Luz), Prefeitura Municipal de Curitiba, Governo do Distrito Federal, CEB (Companhia Energética de Brasília) e Grupo TPC.
Em julho do ano passado, os Correios, no âmbito do seu Sistema de Gestão Ambiental cujo objetivo é reduzir em 20% as emissões de gás carbônico até 2020, iniciaram testes com um veículo Kangoo Z.E. para a entrega de encomendas na região central de Curitiba e também em Brasília.
Em Curitiba está em curso também o Projeto Ecoelétrico, com 10 veículos em operação - 5 unidades do Zoe, 3 do Kangoo Z.E e 2 do Twizy. Em Brasília, realiza-se o Projeto Ecomóvel, que reúne sete veículos elétricos Renault - 3 unidades do Zoe, 3 do Kangoo Z.E. e uma do Twizy.
Além dos veículos cedidos em comodato para experimentos, a Renault já comercializou mais de 70 unidades da sua gama Z.E. (Zero Emissão) no Brasil, todas junto a instituições e empresas que desenvolvem projetos voltados ao uso e disseminação dessa tecnologia. Em 2014 foram vendidos dois modelos para o Grupo TPC, um dos maiores operadores logísticos do Brasil, e mais 20 Renault Zoe para a Itaipu Binacional, além de outros 4 Kangoo Maxi Z.E para a CPFL.
Em 2013, a CPFL adquiriu dois carros, Itaipu investiu em 34 Twizy (32 kits para serem montados em Foz do Iguaçu e 2 Twizy prontos para uso), e a Fedex 6 modelos Kangoo Maxi Z.E.
LÍDER MUNDIAL EM EMISSÃO ZERO

A Aliança Renault-Nissan lidera o segmento de veículos zero emissão no mundo e investe  4 bilhões de euros no desenvolvimento dessa tecnologia. Desde o início da comercialização do primeiro elétrico, em 2011, foram mais de 200 mil veículos vendidos pela Aliança no mundo, atingindo a liderança do segmento zero emissão, com 58% de participação de mercado. Somente a Renault vendeu mais de 19.700 elétricos em 2014.
Juntos, os veículos elétricos Renault e Nissan já rodaram aproximadamente 4 bilhões de quilômetros sem emissão de poluentes – o que seria suficiente para circundar o planeta 100.000 vezes. A utilização dos veículos elétricos Renault-Nissan permitiu economizar 200 milhões de litros de combustível – o suficiente para encher quase 80 piscinas olímpicas, além de ter contribuído para o meio ambiente, deixando de emitir 450 milhões de kg de CO2 durante o uso.

A Renault traz o desenvolvimento de tecnologia em eficiência energética em seu DNA e oferece a gama Z.E. (Zero Emissão), composta pelos modelos: Renault Zoe, Renault Twizy, Renault Kangoo Z.E. e Fluence Z.E.

PATRUS TRANSPORTES
Há mais de 40 anos no mercado, a Patrus Transportes é uma empresa prestadora de serviços na área de transporte rodoviário. Atua na distribuição de cargas fracionadas, atendendo desde a indústria fabricante até o comércio varejista. Possui 70 unidades em todo o Sudeste, Sul, Bahia, Sergipe e Ceará.


Share/Bookmark

sábado, abril 25, 2015

Curso de Comunicações Ópticas na Unisat

PlanetaCelular tecnologia e mobilidade




Curso
11 a 15/Maio das 08:30h às 17:30h

Comunicações Ópticas
Rio de Janeiro / RJ



Público-Alvo

Pré-Requisito

Conteúdo

Ementa

1. Introdução às comunicações ópticas

2. Características de transmissão em Fibras Ópticas:

- Conceituação de fibras ópticas: princípios de propagação em fibras ópticas, tipos de fibra
- Atenuação
- Perdas por espalhamento linear e não linear
- Dispersão: dispersão cromática, dispersão intermodal
- Polarização
- Efeitos não lineares

3. Fibras Ópticas, cabos e conectorização:

- Tipos de fibras ópticas (multimodo, monomodo, fibras plásticas, padrões de mercado)
- Cabos ópticos terrestres e submarinos (tipos, aplicações)
- Princípios de conexões em fibras ópticas: fusão de fibras, conectores, divisores, acopladores, isoladores e circuladores

4. Fontes e detectores Ópticos:

- Visão geral das fontes e detectores ópticos

5. Amplificação Óptica:

- Visão geral de amplificadores

a.EDFA (Erbium Doped Fiber Amplifiers)
b.EYDFA ( do Inglês: E rbium Y tterbium D oped F ibre A mplifier)
c.PDFFA (do Inglês: P raseodymium D oped F luoride F ibre A mplifier)
d.TDFFA (do Inglês: T hulium D oped F luorid F ibre A mplifier)
e.RA (do Inglês: R aman A mplifier)
f.Híbridos
g.Amplificadores submarinos

6. Redes e Sistemas de Ópticos:

- Visão geral de Redes SDH e SONET
- Estratégias de Multiplexação: OTDM, WDM, WDM, OCDM, multiplexação híbrida, OADM, ROADM, crossconect)
- Tecnologias DWDM e CWDM
- Visão geral das tecnologias e aplicações de FTTx/xDSL , FTTCab, FTTC, FTTB, FTTH.

7. Planejamento, design e análise de custos de um sistema Óptico:

- Projetando um sistema óptico
- Arquitetura de sistemas ópticos
- Cálculo de balanço de potência para sistemas a 1 ou mais lambdas
- Cálculo de perdas (conexão, propagação, emendas)
- Disponibilidade e confiabilidade de sistemas ópticos
- Aplicações e emprego de redes ópticas: LAN e WAN

8. Considerações gerais sobre Operação e Manutenção de redes ópticas (LAN e WAN)

9. Tendências tecnológicas:

Padrão IEEE 802.3ba - 40Gbps e 100 Gbps

10. Exercícios

Carga Horária

40 horas
Corpo Docente

Cristiano Henrique Ferraz
Data / Horário

11 a 15/Maio das 08:30h às 17:30h
Endereço

Rua México, 21, 1401
Centro
Rio de Janeiro

Planeta Celular telefonia celular, tecnologia e mobilidade.


Share/Bookmark

quinta-feira, abril 23, 2015

Novo relógio inteligente da Sony Mobile chega ao Brasil

PlanetaCelular tecnologia e mobilidade



Novo relógio inteligente da Sony Mobile chega ao Brasil
SmartWatch 3, da pioneira em wearable devices, chega ao país por R$999

A Sony Mobile, uma empresa inovadora e líder mundial em wearable devices, desembarca no Brasil o SmartWatch 3, pela primeira vez com AndroidTM Wear, por R$999, nos principais canais de venda do país.

Pioneira no segmento, a marca traz a versão em couro para o mercado nacional, com design versátil para ser usado por homens e mulheres em diversas ocasiões.

Com o SmartWatch 3, é possível que o usuário explore as atividades do Google Now, como buscas, responder mensagens do WhatsApp, SMS, entre outros, por meio de comando de voz. O smartwear também possibilita pesquisa e localização por voz, tudo com um rápido processador Quad ARM A7, de 1,2 Ghz e 512 MB de RAM.

Pensando na usabilidade e facilidade para o consumidor, a Sony Mobile projetou o relógio para não precisar estar sempre com o smartphone ao lado, isso porque o dispositivo tem GPS integrado. Além disso, o consumidor pode embarcar músicas, já que o SmartWatch 3 tem até 4 GB de memória interna para levar com ele para correr, por exemplo. Quando o usuário estiver perto do smartphone poderá sincronizar suas atividades e movimentos com o Lifelog ao chegar em casa.

O lançamento é à prova d’água (IP68), território conquistado pela Sony com diversos smartphones de seu portfólio, com display transflectivo de 1,6″, bateria de até dois dias de uso, com 420 mA e possui sensores de luz de ambiente, acelerômetro, bússola, giro e GPS.

Especificações:
·         Android 4.3 e versões posteriores
·         Android™ Wear
·         À prova d’água - IP68
·         Quad ARM A7, 1,2 Ghz
·         RAM de 512 MB, eMMC de 4 GB
·         420 mA (até dois dias de uso normal)
·         Entrada de texto por voz, por toque e escrita com gestos
·         Microfone
·         Bluetooth® 4.0
·         NFC
·         Micro USB
·         Disponível com pulseira em couro na cor preta

Sobre a Sony Mobile Communications

A Sony Mobile Communications é uma subsidiária da Sony Corporation, uma empresa inovadora, líder mundial em wearable devices, áudio, vídeo, jogos, comunicações e produtos de tecnologia para o consumidor final e o mercado corporativo. Através de seu portfólio de smartphones Xperia™, a Sony Mobile Communications oferece o melhor da tecnologia Sony, conteúdo e serviços premium, além de fácil conectividade entre as telas: smartphone, TV e tablet. 


Planeta Celular telefonia celular, tecnologia e mobilidade.


Share/Bookmark

quarta-feira, abril 22, 2015

Google AdSense é utilizado para distribuir malware

PlanetaCelular tecnologia e mobilidade

Google AdSense é utilizado para distribuir malware



Criminosos usaram um kit vendido na Internet para promover o ataque. G Data oferece solução para bloqueio da ameaça que se aproveita de vulnerabilidade do Adobe Flash


Os criminosos cibernéticos estão utilizando a rede de anúncios do Google AdSense para distribuir malvertising (malware incorporado em banners) para milhões de usuários de Internet, segundo apurou a G Data, fornecedora de soluções de segurança digital, representada no Brasil pela FirstSecurity.
A falha foi encontrada em um dos provedores de rede de anúncios do Google e os anúncios fraudulentos foram capazes de infectar suas vítimas a partir de um exploit que se aproveitou de uma vulnerabilidade no Adobe Flash Player. Em muitos computadores a brecha não foi fechada pelos usuários, mesmo existindo um patch oficial fornecido pela Adobe.
Os criminosos usaram um dos kits de infecção mais populares, o Exploit Kit Nuclear, vendido no mercado negro por US$ 1.500 e que também tem sido usado desde março para explorar a vulnerabilidade do Flash (CVE-2015 - 0336). Análises da G Data mostram que os ataques têm aumentado nas últimas semanas e atingido um pico em abril, quando o malware foi distribuído através de anúncios do Google.
“O mantra para os computadores corporativos sempre foi 'não toque nisso se está funcionando’. No entanto, isso é uma mina de ouro para os criminosos cibernéticos", comenta Ralf Benzmüller, chefe da equipe de especialistas da G Data. “Somente os usuários de Internet que mantêm seu sistema operacional e outros programas atualizados completamente estão protegidos contra este tipo de ataque. Os usuários que instalaram o patch de correção da Adobe somente depois de 19 de março se mantiveram capazes de sofrer este ataque. Aqueles que possuem soluções antivírus com recurso antiexploit, como o G Data, puderam se proteger contra esta ação dos criminosos. Ainda assim, aconselhamos aos usuários atualizarem seu sistema operacional e todos os programas de computador que possui’, alerta o especialista.

Mais informações sobre as soluções G Data no Brasil: http://www.firstsecurity.com.br

________________________________

Planeta Celular telefonia celular, tecnologia e mobilidade.


Share/Bookmark

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Best Buy Printable Coupons